Campanha doe um diário para um ‘idiota’ da rede social

querido-diario-489x200É tão engraçado analisar esses perfis em redes sociais. A vida parece sempre tão bela ou tragicamente dramática.

Temos vários tipos, os festeiros que adorariam que o mundo fosse inundado por algum destilado e sexo, os românticos que adoram postar um “eu te amo” no perfil do amado a cada três segundos, as encalhadas que adoram postar frases de efeito só para justificar o status de chatice civil, os que falam que não estão nem aí para porra nenhuma nesse mundo, mas não aguentam uma merda de feriado ou final de semana sozinho em sua própria companhia. Continuar lendo

Anúncios

Lingerie Day: A necessidade de Auto-afirmação.

Dos anos noventa até os dias atuais é nítida a perda de responsabilidade política e social de nossa sociedade. Os protestos atuais foram decaindo desde os caras pintadas. Nosso povo tem demonstrado cada vez mais conformismo quanto à conjuntura política do estado. Os protestos são cada vez mais desorganizados, fundamentalistas, sem bases e frutos de manipulação de terceiras entidades. Mas até então, eram protestos.Tinham ao menos algum traço disso. Até o Lingerie Day.

Pra quem não conhece, trata-se de um movimento virtual feminino (ou transexual, vai saber) onde o principal objetivo é expor fotos seminuas- no caso, de lingerie- no dia 26 de julho. Ao que reza a lenda, fazendo isso as mulheres estariam protestando contra a massiva expressão masculina em outras datas “importantes”, como o “Dia Nerd” e dia “Dia da Toalha”.

Continuar lendo

É arte ou é pornô ?

    Vez ou outra alguns embates não são completamente exorcizados da mesa do bar quando o assunto é arte B, alternativa, independente ou qualquer outro nome que esteja na moda. E falar de sexo então, deixa a maioria dos interlocutores correndo atrás do próprio rabo entre moralismos, sensacionalismos e liberalismos, tudo em alta dosagem e sem chegar a qualquer consentimento.

Criar uma linha visível entre o erotismo e o pornográfico é como separar puta de stripper” esse é o exemplo de uma das célebres fases do circuito de discussões e achismos do sábado passado que começou com Martin Kovalik  e uma cerveja e acabou no Lingerie Day e a Sasha Grey.

Continuar lendo

Primo primeiro de um Brasileiro

Felicidade é um emprego ou um sedã parado no transito congestionado. É  usar detergente, comer pó multivitamínico enlatado, emitir gás carbônico, e depois gritar pra vida: bate que eu gosto.

Nada melhor pra começar o dia como a direita kassabista e sua limpeza social pela cidade, se Freud ou Darwin não explicasse, Hitler, o faria.

E a esquerda? Ahhh mas a esquerda Lulista é melhor ainda, escamoteia mensalão e proclama aliança Malufista. Continuar lendo